domingo, 27 de fevereiro de 2011

Cinema - Filme de Justin Bieber revela vida de fé e oração

 Uma das grandes sensações da musica internacional, o jovem cantor estreia no Brasil no dia 25 de fevereiro, um filme documentário em 3D intitulado “Justin Bieber: Never Say Never” – Justin Bieber: Nunca diga não, em português.

No filme, produzido pela Paramount, Bieber é apresentado orando e dando graças antes dos shows e das refeições, além de outras expressões de sua fé cristã. Há ainda um depoimento de sua mãe Pattie Mallette, no qual ela fala como a fé ajudou a estabilizar a sua vida como mãe solteira de um adolescente.

O documentário vem acompanhado de “guia de recursos espirituais” para aqueles que estão interessados. O guia inclui versículos bíblicos relacionados ao filme que pode ser usado em pequenos grupos, nas igrejas, condomínios e escolas. “O filme é uma oportunidade para ensinar nossas crianças sobre o poder da esperança, a oração, fé e família”, diz no guia.
Em uma entrevista recente à Associated Press, o cantor contou como a Igreja o manteve com os pés no chão convivendo na “assustadora” Hollywood. “Sou cristão, acredito em Deus, eu creio que Jesus morreu na cruz por meus pecados. Eu acredito que tenho um relacionamento e eu sou capaz de falar com ele e, realmente, Ele é a razão que estou aqui. Então eu definitivamente tenho que lembrar sempre disso”, afirmou.

Um dos pontos que chama a atenção é o depoimento da mãe do cantor que revela como conheceu Cristo. Pattie Mallette foi abusada sexualmente quando criança e cresceu em um lar desfeito. Em sua adolescência, começou a abusar do álcool e drogas e, pouco depois, fugiu de casa. Ela também tentou o suicídio e estava internada em um hospital psiquiátrico quando um homem veio dizer-lhe sobre o amor de Deus e ajudou-a a recebê-Lo em seu coração.

“Eu nunca fui casada. Eu vim para o Senhor, quando eu tinha 17 anos, mas logo após aceitar a Cristo, eu voltei a fazer minhas próprias decisões e fiquei grávida “, revelou. “Percebendo que eu tinha feito, voltei a Deus de todo coração, implorando-lhe que me perdoe. É realmente um incrível testemunho da misericórdia de Deus e da graça. E o amor genuíno de pessoas na igreja que me incentivaram”.

A mãe do popstar também compartilhou que seu filho tinha feito a sua própria decisão de fé, quando ele tinha uns cinco ou seis anos de idade. “Eu disse a ele que foi uma decisão dele. Ele não poderia fazer isso por causa da mamãe “, ela lembrou. “Tem que ser por causa do seu próprio coração. E ele ficava me dizendo que ele entendeu. E quando ele tinha oito ou nove anos, queria ser batizado. Então, eu deixei”.

“Existem alguns astros que falam de sua fé porque estão tentando se projetar para seu público e existem outros que compartilham este lado de suas vidas porque isso é o que eles verdadeiramente são. E eu acredito que é isso o que Justin é”, disse Scooter Braun, empresário de Bieber, ao Religion News Service.

Braun, que é judeu, acrescenta, “quando existem 20 mil pessoas gritando o seu nome, noite após noite, se não existir uma crença de fé, se não existir uma confiança de que existe algo maior que você, você pode se perder”.

Em 2010, Bieber vendeu quase 4 milhões de álbuns apenas nos Estados Unidos.


Jennider Riley, do Christian Post

Fonte: Igospel

Nenhum comentário: