sexta-feira, 24 de maio de 2013

Google+ muda visual e adota hashtags

A Google lançou hoje uma ofensiva na busca de corações, mentes e tempo gasto por nós, reles usuários, nas redes sociais. Para tentar sair de vez da sombra do Facebook, a empresa apresentou uma reformulação radical no visual do Google+, que ainda ganhou 41 novas funções, tendo como destaque a adoção de hashtags para classificar posts e fotos. As mudanças começam a aparecer a partir desta quarta mesmo.

Os marcadores, afirma a Google, corrigiriam um problema que seria comum nas redes sociais: a falta de profundidade nos assuntos postados. Sem mencionar o Facebook, o comunicado da empresa afirma que 'outros sites' permitem que você veja o conteúdo compartilhado por amigos em uma lista eterna, como 'um jornal interminável', mas impede que se vá atrás dos assuntos que realmente interessam ali. As hashtags cumpririam esse papel de orientar a navegação por assunto, segundo a gigante de buscas.

Mas, ao contrário de Instagram e Twitter, que sempre tiveram o recurso, o Google+ vai marcar tags automaticamente em posts e fotos, de acordo com coisas similares postadas na rede. A maneira como isso será feita não foi explicada em detalhes, mas a empresa se apressou em dizer que a opção poderá ser desativada a qualquer tempo. Não é hora de se indispôr com o público.

Ao clicar em uma das tags, somos levados a uma tela com mais fotos e comentários sobre aquele determinado tema. Ainda não se sabe se o Google+ adotará uma lista de assuntos mais comentados nos moldes do Twitter. O recurso demonstra a intenção da rede de integrar o conteúdo social com o motor de buscas mais famoso do mundo, facilitando a pesquisa. Veja abaixo.

Esteticamente, a mudança deixa a rede parecida com a versão mobile, reformulada recentemente e bastante elogiada na Play Store, a loja da Google no Android. O Google+ aboliu o stream em apenas uma coluna. Agora, os posts são apresentados em até três colunas, dependendo do tamanho da sua tela, com maior espaço e destaque para as fotos - que poderão ser vistas em alta resolução. O formato lembra um pouco o do Pinterest, com o diferencial de que os tamanhos dos posts no feed são irregulares, dando uma ideia de cascata.

Outra mudança interessante, e que pode impactar a vida de quem usa o Google+, é o upload automático de fotos do celular para a nuvem e, consequentemente, para o perfil na rede social. A empresa não explica, mas a medida - boa pela instantaneidade - pode sair pela culatra ao cair nas mãos de usuários que postam toda e qualquer imagem que fotografam. A rede social agora também tem um editor de fotos com ferramentas bacanas, como as de criação de GIFs e de correção automática.

Os hangouts ganham um perfil mais íntimo após flertarem com o broadcast no lançamento da função 'On air', no ano passado. As transmissões por vídeo serão um recurso dentro das mensagens privadas que você troca com seus amigos. A ideia é que vídeo seja integrado de vez com a conversa travada via Google+, seja no computador ou no celular. Essa não é exatamente uma novidade, já que o recurso existe há tempos no Gtalk.

Nenhum comentário: