sexta-feira, 24 de maio de 2013

Mobli, a rede que quer acabar com o Instagram

Há algumas semanas, multiplica-se a quantidade de celebridades e blogueiros postando, no Instagram, o aviso de que agora também possuem uma conta no Mobli. A rede social é praticamente uma prima do aplicativo queridinho dos aficcionados por fotografia e quer tomar o posto de preferida, custe o que custar. Para isso, criou o canal #mylastinstagram, em que você sobe uma foto no IG, depois no Mobli e - pretensão - dá adeus ao antigo app. Quem tiver a foto eleita como mais interessante/criativa, vai ganhar US$ 100 mil.

A rede social tem um funcionamento parecido com o do Instagram: você sobe uma foto, coloca um filtro e uma moldura e compartilha com os amigos. "Mas não é só isso!" No Mobli, além de possuir mais opções de filtro (inclusive dando a possibilidade de fazer retoques e destacar a cor de algum detalhe da foto), você pode publicar vídeos - também com filtros. Para testar, publiquei a gravação que fiz durante um show e, voilà!, o vídeo subiu muito rápido e é exibido sem ficar falhando - coisa que nem no YouTube consigo com o maravilhoso 3G que as operadoras brasileiras oferecem.

Outra vantagem apontada por muitos usuários é o formato das fotos: não é limitado às dimensões quadradas do Instagram. Assim, você não precisa perder um detalhe legal que ficou no cantinho da foto vertical, nem ficar editando a imagem com aquelas tarjas pretas terríveis.

O aplicativo, que pode ser baixado de graça para iOS e Android, também permite que você siga os uploads de uma determinada hashtag - chamada por eles de canal - (#cute, #brasil, #chicobuarque ou #futebol, por exemplo), deixando você sempre por dentro do que está sendo compartilhado sobre seus assuntos de interesse.

Mas, quem for apegado às fotos já postadas no Instagram pode importar todas as imagens já compartilhadas lá com apenas um clique. A intenção dos criadores do Mobli é justamente essa: conquistar os usuários do Instagram e fazer com que eles abandonem a popular rede.

Apesar do sucesso recente por aqui, o Mobli não é novato: existe desde 2010. Além da recente ajudinha dos perfis com grande número de seguidores, o aplicativo também ganhou destaque por causa de suas estelares fontes de investimento: gente do naipe de Leonardo DiCaprio, Lance Armstrong, Serena Williams e Tobey Maguire contribui com o projeto.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário: