sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Misteriosas portas no meio de praças conectam cidades europeias


A Sociedade Nacional dos Caminhos de Ferro Franceses (SNCF) quis provar que chega a cada vez mais lugares em todo o mundo. Para isso, em parceria com TBWA Paris, criou uma ação que tenta mostra que qualquer uma das principais cidades europeias está ao alcance do “abrir uma porta”.



Em algumas ruas da cidade de Paris foram colocadas misteriosas portas ligadas a praças de diversas capitais da Europa. Abrindo cada uma dessas portas, ficava de frente de uma tela onde podia ver, em tempo real, o que estava acontecendo naquela cidade específica.

Podia jogar com um mímico em Milão, ter seus retratos desenhados em Bruxelas, dançar com um grupo de hip-hop em Barcelona, ​​compartilhar um romântico passeio de barco no Lago de Genebra, ou mesmo participar de um grupo de jovens alemães em um passeio de bicicleta em Stuttgart. Estas experiências interativas e divertidas procuravam mostrar a todos que, no final do dia , a Europa é apenas ali ao lado.

Fonte: Publicitários criativos

Van Damme faz o mais épico dos splits

Jean Claude Van Damme, o ator especialista em artes marciais, que ficou conhecido por seu famoso split ou espacate (movimento ginástico que consiste em abrir as pernas de modo que estas formem um ângulo de 180º e fiquem paralelas ao solo), volta à cena desta vez fazendo o que ele denomina de “o mais épico dos splits” para a Volvo.

Na vídeo que foi filmado na Espanha durante o nascer do sol em apenas um take, Van Damme está entre dois caminhões Volvo. Do começo ao fim do filme, ele aparece sereno embalado pela música suave de Enya “Only Time”, enquanto os caminhões vão se afastando para que finalmente Van Damme faça a abertura total das pernas. Tudo isso para mostrar a precisão e estabilidade direcional do Volvo Dynamic Steering, uma tecnologia da marca para ajudar na direção. A direção do filme é de Andreas Nilsson.

Fonte: Meio e Mensagem

E se o Rei do Camarote fosse publicitário?


Se você se conecta todos os dias na internet, deve estar sabendo da fama proporcionada pela Veja SP para o empresário Alexander de Almeida ao fazer uma matéria sobre os 10 mandamentos do Rei do Camarote.  [ vídeo abaixo ]


Certamente, você está acompanhando todas as novidades que saem sobre o caso, por isso, a proposta deste post é outra: como seriam os mandamentos de Alexander, caso ele trabalhasse em uma agência de publicidade?

Roupas: All Star, camisa xadrex e óculos grandes e retrô. Desta forma, Alexander seria aceito nas rodinhas das festas da área, já que se tornou quase um uniforme clichê dos publicitários.

Carro: tem que ser potente na medida do possível, até onde o salário consiga pagar. Se ele fosse Atendimento, Alexander não aceitaria prospectar Cliente pegando transporte coletivo, né? Ferrari seria um sonho de consumo que representaria uns 10 anos de economia de horas-extra. Para pagar a primeira parcela.

Camarote: se Alexander virasse Mídia, frequentaria algumas festas badaladas graças aos ingressos que ganharia dos veículos e alguns anunciantes. Caso contrário, seria mais um na multidão sonhando em gastar o infinito em apenas uma noite.

Serviço exclusivo: todo criativo tem o número pessoal do entregador de pizza para garantir a noitada na agência. Alexander não abriria mão deste conforto na hora de criar o “job da madrugada”.

Segurança: já que estaria praticamente sozinho na agência durante a madrugada, Alexander exigiria um segurança pra manter sua integridade física. Pelo menos, não precisaria se preocupar com a inveja alheia, por que só louco para sentir inveja de alguém que está trabalhando fora do horário normal de expediente e, muitas vezes, sem receber por isso.

Red Bull: a bebida não dá status e não pisca, mas dá asas pra criação. Pelo menos, na teoria.

Famosos: agrega valor a qualquer trabalho publicitário, mas eles só aparecem em campanhas com verbas muito grandes.

Mulheres: aqui, Alexander só contaria com sua lábia pra conquistar a mulherada, por que se depender de dinheiro, ficaria chupando dedo.

Música: Alexander passaria os dias ouvindo músicas de todos os tipos, pois é algo que a profissão pede.

Instagram: uma das mídias sociais favoritas dos publicitários, onde ele poderia vender sua imagem pessoal para seus “fãs”.

Só ficou um item em aberto: o que um publicitário faz de pesado no banheiro? Deixe sua sugestão nos comentários.

Fonte: Blogcitario

Bailey’s faz releitura de “O Quebra-Nozes” em seu comercial de Natal

Criação da BBH London

Em seu filme de Natal, que estreia hoje no Reino Unido, a Bailey’s aposta no balé. É uma versão reimaginada de “O Quebra-Nozes” de Tchaikovsky, com um três garotas que pretendem se divertir a noite mas são incomodadas por dois rapazes metidos a besta.

Trabalharam no filme os coreógrafos do filme “O Cisne Negro”, de Darren Aronofsky, com membros do Royal Ballet britânico. A trilha sonora pode ser adquirida na iTunes Store.

A criação é da BBH de Londres. Assista o comercial acima, e o making of abaixo:
\

Como fazer a nação chorar… e comprar

Institute of Practitioners in Advertising e Thinkbox assinam documentário sobre campanhas de Natal da John Lewis


Na semana passada, a gente mostrou por aqui (no site Brainstorm 9) mais uma irretocável campanha de Natal da John Lewis. Os filmes natalinos da rede de lojas têm um apelo emocional tão forte, com histórias envolventes e produções bem-cuidadas, que costumam criar grande expectativa no público. Mas, qual o segredo por trás desta trajetória de sucesso? É o que investiga o documentário John Lewis – Making the Nation Cry…and Buy, produzido pelo Institute of Practitioners in Advertising e Thinkbox.

Em pouco mais de 30 minutos, o filme traz entrevistas com o diretor de marketing da John Lewis, Craig Inglis, e com criativos das agências Adam&EveDDB e Manning Gottlieb OMD.

É interessante ouvir a história de como a abordagem antes racional e focada apenas nos produtos acabou passando por uma enorme guinada, a importância da escolha da trilha sonora certa e como esta mudança se refletiu diretamente nos lucros da empresa. Tudo narrado pelas pessoas que fizeram isso acontecer.

Em inglês, sem legendas.

Fonte: B9

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ana Maria Braga falando sobre mim. Assista!

Motorola mergulha no storytelling interativo com Spotlight Player



Exclusividade do Moto X, a Motorola decidiu investir pesado na criação de “histórias interativas imersivas em tempo real”, como a própria marca define na descrição do Spotlight Player. A ideia é oferecer narrativas exclusivas para celulares (no caso, o Moto X), misturando cinema e game. Lançada esta semana nos Estados Unidos, a primeira história é Windy Day, criada pelo diretor Jan Pinkava, de Ratatouille.

A descrição do aplicativo informa, ainda, que “Windy Day foi processado usando os mesmos gráficos padrão que fazem com que os personagens da Pixar e os ambientes sejam tão perfeitos”.

Um grande diferencial no Spotlight Player é que ele promete ao usuário o controle para explorar o cenário, permitindo que a experiência seja mais personalizada, com cada um fazendo suas próprias descobertas. Isso é feito por meio da movimentação do aparelho, que também movimenta a câmera. Com esta liberdade, a meta é dar a impressão de que se está dentro da história do ratinho que persegue seu chapéu pela floresta.

Por enquanto, a maior reclamação do público em geral está no fato de o Spotlight Player ser uma exclusividade do Moto X. A princípio, a Motorola não dá pistas de que isso irá mudar.

Cães abandonados são estrelas em nova campanha da Ralph Lauren

Uma das mais badalas grifes de moda, Ralph Lauren, escolheu simpáticos vira-latas para estreiar sua mais nova campanha. Em parceria com a ASPCA (sociedade americana para a prevenção contra a crueldade de animais, sigla em inglês) eles criaram a “The Dog Walk”.


Segundo a marca, os animais foram resgatados de diversas situações de maus tratos e de laboratórios de pesquisas cientificas.

A campanha está um charme só, todas as imagens em preto e branco, exceto os “protacãonistas” e acessórios apresentados na campanha (outono/inverno): bolsas, sapatos e lenços.

Outra coisa legal, é que 10% do lucro das vendas das peças da campanha serão destinados para a ASPCA e que todos os bichos apresentados no vídeo já foram adotados.  =)

Adorei a iniciativa da marca e você?



Fonte: http://publicitariopobre.com/